O controle de qualidade industrial é a melhor forma de garantir a qualidade e a segurança dos mais diversos produtos à venda no mercado. 

Durante a produção, processos bem planejados e bem executados detectam e corrigem erros, mas se eles passarem em branco e só forem vistos quando o consumidor adquirir o produto, o resultado pode ser bastante negativo.

Neste texto, vamos falar sobre a importância do controle de qualidade, como fazer este procedimento de forma eficiente, os riscos de não realizá-lo, ferramentas que ajudam nesse procedimento e outros pontos. Aproveite a leitura!

Para um controle de qualidade industrial ser efetivo, ele deve ser adequado às necessidades da indústria. O monitoramento também deve envolver diferentes equipes para garantir uma produção segura e satisfatória.

A importância de realizar o controle de qualidade industrialAlém de identificar defeitos e falhas em um produto ou no processo produtivo, o controle de qualidade também garante o crescimento e a rentabilidade de uma indústria em longo prazo

Além de identificar defeitos e falhas em um produto ou no processo produtivo, o controle de qualidade também garante o crescimento e a rentabilidade de uma indústria em longo prazo, pois promove a satisfação da clientela e uma boa relação com os fornecedores.

Outros pontos importantes em relação a este procedimento são:

  • O controle de qualidade reduz custos e desperdícios (de materiais, tempo ou energia).
  • Diminui a necessidade de retrabalho, pois os profissionais, com o tempo, podem prever possíveis falhas.
  • A produção se torna mais rápida porque falhas humanas e tecnológicas são limitadas.
  • Detectar problemas em um ou mais pontos do processo de produção faz com que sejam criados planos de ação específicos para solucioná-los.

Como fazer o controle de qualidade industrial?Para começar, os processos de controle de qualidade devem estar claros e a ficha técnica preenchida.

Para começar, os processos de controle de qualidade devem estar claros e a ficha técnica preenchida. 

A ficha técnica é um recurso que indica se  os padrões preestabelecidos para os produtos estão em conformidade (estão todos com o peso certo? O valor unitário é igual?). Elas são mais usadas em indústrias, no varejo e no ramo de alimentos e bebidas. 

O controle de qualidade industrial funciona muito melhor quando abrange todos os níveis da empresa, dos diretores até os funcionários da operação. Por isso, é muito importante capacitar os colaboradores, principalmente se houver mudanças nos procedimentos.

A empresa precisa de um sistema para fazer o controle de qualidade, que pode ser manual, mas existem softwares que coletam dados no chão de fábrica e fazem a centralização e a gestão dessas informações.

Ferramentas que auxiliam o controle de qualidade na indústria

  • Checklist ou folha de verificação: é uma planilha para coleta e análise de informações que indica em qual etapa da produção ocorrem erros.
  • Fluxograma: serve para identificar o melhor fluxo a seguir no processo de produção. Por ter símbolos e gráficos, facilita a visualização das etapas de produção.
  • Histograma: é um diagrama de barras verticais que mostram a periodicidade de um evento. Permite priorizar e relacionar ações.
  • Diagrama de causa e efeito: recurso visual que permite descobrir quais fatores levam a uma situação indesejada.
  • Diagrama de pareto: é um recurso gráfico usado para ordenar causas de perdas que precisam ser consertadas. 

Há, ainda, softwares de coleta de dados geram várias informações, como:

  • Estado dos equipamentos usados na produção diária: permite saber quanto tempo os equipamentos passam em operação e a eficiência destes.
  • Dados de consumo de energia: ajudam a melhorar a eficiência energética e a reduzir custos.
  • Taxas e tempos de envio: a análise destes dois critérios permite criar orçamentos de envio mais exatos, reduzir custos e fazer entregas mais rápidas.
  • Precisão da entrega: está ligada diretamente à satisfação do cliente. Com esses dados em mãos, pode-se corrigir o que causa entregas incorretas de pedidos.
  • Decisões comerciais: saber o que precisa ser aprimorado e o que está funcionando bem permite acompanhar o impacto nas operações e na gestão.

É importante ressaltar, porém, que as informações precisam ser tratadas da forma correta para guiar tomadas de decisão e gestão. É necessário agregar, resumir e avaliar os dados para mostrar o quadro geral – assim, os números se transformam em conhecimento.

Quais são os benefícios do controle de qualidade industrial?

Consistência do produto: permite que a indústria tenha o mesmo nível de qualidade em cada produção concluída. Assim, ganha-se credibilidade e a confiança dos clientes.

Melhor desempenho: menos retrabalho faz com que as equipes sejam mais produtivas. Os colaboradores procuram manter o alto nível das entregas e se engajam no processo.

Satisfação do cliente: ao consumir produtos de boa qualidade que atendam às suas necessidades, a clientela repete a compra e recomenda sua marca para outras pessoas.

Fortalecimento da empresa: a empresa que produz itens consistentes, otimiza seu desempenho operacional e satisfaz os clientes, vai tornar seu nome mais forte no mercado.

Quais são os riscos da falta de controle de qualidade industrial?

Ao receber um insumo, os funcionários precisam fazer testes, análises e inspeções para saber se a qualidade do material atende os critérios de qualidade.

Sem esse controle, pode haver falhas em qualquer fase da produção, até mesmo no fim, o que pode fazer com que todo um lote seja perdido. 

Além dos produtos, houve perda de tempo, energia e matéria-prima – um prejuízo grande.

Se um produto defeituoso chegar ao mercado, pode ser necessário fazer um recall (quando o fabricante avisa ao consumidor que um item está com problemas e precisa ser recolhido) ou pedir que os compradores devolvam o item.

Esse tipo de situação pode afetar a imagem da organização, que terá que lidar com uma crise em sua marca e pode perder a preferência de muitos clientes.

Você gostou deste conteúdo? Nele, falamos sobre o controle de qualidade industrial, um procedimento para descobrir e corrigir falhas na produção de um item durante a produção. Vimos também ferramentas para realizar esse controle e suas vantagens e desvantagens. 

O Getter Quality é um serviço da Getter que usa princípios estatísticos e de ciência de dados para produzir análises das diversas áreas de uma empresa. Os indicadores gerados consolidam informações sobre a organização e geram ideias que apoiam a melhoria contínua do processo produtivo e promove o bem-estar das pessoas nele envolvidas. 

A Getter usa recursos de alta tecnologia e qualidade para que a sua fábrica possa eliminar desperdícios, reduzir custos, aprimorar processos, evitar ociosidade, entre outros benefícios. Dessa forma, sua empresa oferece ao público produtos seguros e com alto padrão de qualidade.

 

3 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *